Review - X-Men: The Ravages of Apocalypse - PC



X-Men: The Ravages of Apocalypse - PC

Você já imaginou como seria um jogo dos X-men, no estilo FPS? Parece até maluquice imaginar algo deste tipo, algo que não cabe, soa esquisito. Pois bem, alguém imaginou algo parecido tempos atrás, e com um enredo para lá de incomum, lançar um game cheio de contraditórias, mas interessante ao mesmo tempo.


X-Men: The Ravages of Apocalypse nasceu através da engine de Quake, como aqueles vários e vários mods de Doom que jogávamos e jogamos até hoje, aliás, foi dessa maneira que descobri o game. A responsável pelo mod ou jogo como prefiram chamar é a Zero Gravity, ela não só foi a responsável pelo projeto do mod como se tornou uma das primeiras a fazer um mod totalmente a partir de uma engine, novos cenários, novos sprites dos inimigos, novas armas, tudo era diferente de Quake, ao mesmo tempo que tudo remetia a Quake.


O enredo do game é algo intrigante, cientistas começaram a clonar os mutantes X-Mens para tocarem o terror pela cidade, ao mesmo tempo que aprisionaram os reais mutantes em uma sonda no espaço, cabe então a um jovem rapaz munido de algumas armas avançadas, impedir que o plano siga adiante, interessante não? ao menos tiveram a decência de criar um enredo.


O game como disse anteriormente, segue o padrão do motor do Quake, aqui nada mudou, as músicas são bem discretas ao fundo, quase que ofuscadas pelos intensos efeitos sonoros, mas o que mais chama a atenção no jogo é atirar nos clones dos mutantes, os criadores tiveram até a decência de dar os poderes para os X-Mens ao invés de apenas tacar o sprite nos inimigos e deixar como está, aqui, cada X-Men clonado tem seu estilo de atacar, ciclope com seus lasers, tempestade com seus raios, etc...


X-Men: The Ravages of Apocalypse pode não ser um primor de jogo, não passa de um mero mod de Quake, mas ao mesmo tempo, consegue ser interessante ao adicionar elementos nada convencionais a um game de FPS, nesse caso os X-Mens.



|__CisNegro__|







Posts Relacionados